Flamengo perde muitas chances contra o Peñarol, mas garante vaga nas oitavas de final

RUBRO-NEGROS desperdiçam grandes oportunidades, mas conquistam empate em Montevidéu e liderança do Grupo D na Libertadores.

O JOGO terminou empatado em 0 x 0. Com este resultado, o Fla conquistou a vaga.

 

Xô déjà vu! O roteiro da Libertadores de 2017 estava se desenhando com a vitória da LDU sobre o San José, mas hoje não! O Flamengo perdeu um caminhão de gols, passou sufoco jogando os últimos 30 minutos com um jogador a menos, após a expulsão de Pará, porém, segurou o empate por 0 a 0 com o Peñarol no Uruguai e está classificado para as oitavas de final. O empate deu ainda o primeiro lugar do Grupo D ao Rubro-Negro, com os mesmos 10 pontos de LDU e Peñarol, mas com melhor saldo de gols. O time de Abel Braga agora terá a vantagem de fazer o segundo jogo em casa na próxima fase.

OS CLASSIFICADOS
Além do Flamengo, no Equador a LDU atropelou o lanterna San José, da Bolívia, por 4 a 0 e carimbou a segunda vaga do grupo para as oitavas de final. Os confrontos da próxima fase serão definidos através de sorteio na próxima segunda-feira, na sede da Conmebol, no Paraguai.

OS 90 MINUTOS
O jogo começou com a esperada blitz do Peñarol, mas o Flamengo logo saiu da pressão com contra-ataques perigosos, em que Gabigol saia cara a cara com o goleiro, mas errava a pontaria. Mesmo perdendo gols feitos, o Rubro-Negro pouco a pouco foi tomando as rédeas da partida e continuando melhor. Tanto que César não precisou fazer nenhuma defesa no primeiro tempo. Na etapa final, o Rubro-Negro continuou desperdiçando boas oportunidades, mas parecia tudo controlado. Até que Pará foi expulso pelo segundo cartão amarelo. Aí, amigo, foi um “Deus nos acuda” por 30 minutos. Nos acréscimos, teve um raro contra-ataque, Vitinho saiu cara a cara com Dawson e… Também perdeu. Sorte que não fez falta. Giovanni González também foi expulso no último minuto, e o Flamengo respirou aliviado.

SINA URUGUAIA
Eliminado pela LDU no saldo de gols, o Peñarol volta a cair na fase de grupos da Libertadores. Pentacampeão do continente, os uruguaios amargam uma sina de não chegar as oitavas de final há oito anos. A última vez foi em 2011, quando foi vice-campeão perdendo para o Santos de Neymar na decisão.

GABI… GOL?
O camisa 9 voltou a ser centroavante, posição onde se sente mais confortável. Mas ele não esteve tão à vontade e perdeu gols que não costuma perder. Só no primeiro tempo, foram três lances cara a cara com o goleiro, em duas errou a mira e chutou para fora. Na etapa final, desperdiçou outra oportunidade real chutando em cima de Dawson. Na concorrência interna com Bruno Henrique pela posição, acabou perdendo pontos com Abel.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here