Flamengo aprova novo patrocínio para a camisa: veja como vai ficar o uniforme

CONSELHO Deliberativo autoriza exposição da marca “Multimarcas Consórcios” no uniforme.

 

O Flamengo tem um novo patrocinador para o uniforme em 2019. O clube aprovou na noite desta quinta-feira, em reunião no Conselho Deliberativo, o acordo com a empresa “Multimarcas Consórcios”, que será estampada na barra traseira da camisa e renderá cerca de R$ 3 milhões. A marca, que também patrocina o Cruzeiro, substitui a “Descomplica” após o fim do contrato em dezembro.

Na semana passada, o Flamengo também já havia renovado com a “MRV Engenharia” para as costas até o fim de 2020. Quem está no mercado é o vice de comunicação e marketing, Gustavo Oliveira, auxiliado por Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice de relações externas, e pelo presidente, Rodolfo Landim. O foco, porém, é a busca por um novo patrocínio master. A diretoria não informa o andamento das negociações, mas afirma conversar com várias empresas interessadas.

Na proposta orçamentária apresentada para 2019, a linha de patrocínios, publicidade e royalties teve um leve aumento em relação à última temporada: do total de R$ 102 milhões de receitas em 2018 para R$ 108 milhões este ano, o primeiro da gestão Landim.
O patrocínio master da “Caixa Econômica Federal”, que rendia R$ 25 milhões por ano, chegou ao fim em dezembro e não foi renovado. O novo governo brasileiro indicou que vai rever contratos de patrocínios e publicidade e, neste momento, não tem interesse neste tipo de publicidade. O que levou o clube a conversar com empresas privadas antes mesmo da virada do ano.

Uma delas foi o “Banco BMG”. As tratativas começaram ainda na gestão de Eduardo Bandeira de Mello, mas não foram adiante. A empresa acertou com o Corinthians um acordo mínimo de R$ 12 milhões anuais, mas há projeção de que os valores aumentem de acordo com o lucro. O Flamengo também conversou com o “Banco Inter”, uma montadora e um grupo chinês.

Outra marca que se interessou em patrocinar o Flamengo foi a “TCL”. A multinacional chinesa de eletrônicos, no entanto, estamparia sua marca possivelmente nas mangas das camisas rubro-negras. A atual gestão, que não comenta sobre o assunto, não confirma se as negociações ainda estão em andamento ou se foram encerradas.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here