E o Flamengo ficou só no cheirinho…

Na noite desta quarta-feira o Rubro-Negro ficou no empate de 1 x 1 contra o Independiente, da Argentina, e é vice de novo.

COM UM Maracanã lotado, o Fla cai diante do ‘Rei de Copas’.

Não foi desta vez que o Flamengo conquistou seu primeiro título internacional dentro de casa. Necessitando de uma vitória após ter perdido na Argentina, o Rubro-Negro até saiu na frente no Maracanã, mas viu o Independiente fazer valer o apelido de “rei de Copas”. Os argentinos buscaram o empate ainda no primeiro tempo, seguraram as investidas adversárias e conquistaram a Sul-Americana pela segunda vez em sua história. Somado a outras competições, é o 17º título internacional do Rojo.

O Flamengo, com posse de bola superior, começou o jogo pressionando o adversário. Mesmo assim, pouco criou com a bola no chão – Campaña não foi acionado para defesas difíceis. Em bola levantada por Diego, Juan e Réver participaram da jogada que terminou no gol de Lucas Paquetá aos 29 da primeira etapa. Apenas sete minutos depois, porém, Cuéllar derrubou Meza na área. O jovem Barco, de 18 anos, assumiu a responsabilidade e deixou tudo igual.

Na segunda etapa, Rueda colocou Vinicius Júnior antes dos 10 minutos, na vaga de Trauco. Mais ofensivo, o Flamengo ficava no ataque, mas também cedia alguns espaços. Gigliotti teve grande chance para virar o jogo e quase fez um golaço, mas Juan tirou em cima da linha. Campaña seguiu sem muitos problemas até os 47, quando acabou caindo após cruzamento na área. Diego chutou na marcação, e, na sobra, Réver mandou por cima a última esperança rubro-negra.

COMPARTILHE

COMENTE