Bar do Edinho, na Barra: a melhor pescadinha o turista encontra ali

LOGO NA CHEGADA o cliente se depara com um belíssimo visual do rio e do mar.

 

Kim Campos (Correio9)

Conceição da Barra já viveu dias de glória nas décadas de 70, 80 e 90 e também conheceu o ocaso quando o mar resolveu ‘invadir’ a cidade, antes via Bairro Bugia e recentemente via Bairro Centro.

 

Entre tentativas de manter o lugar como uma atração turística no Espírito Santo, Prefeitura e Governo do Estado se desdobram em busca de meios para evitar que tudo não venha a sucumbir com a força das águas, como no caso da construção de píeres, por exemplo.
Indiferente ao que possa acontecer, há 20 anos, lá no que chamam de ‘final da Barra’, em um local próximo onde funcionou por décadas o então luxuoso Hotel Barramar, está fincada a barraca de Edvaldo dos Santos Viana, 48, ou simplesmente Edinho.

 

O local é simples, feito de parede e mesa de tábuas, o que dá um aspecto de ‘Nordeste’ à cena. Ao lado do filho Iago, 20, da filha Cristiane, 18 e da esposa Cláudia, Edinho serve uma iguaria que é o carro chefe de seu bar: a pescadinha. Ninguém vai ao Edinho e sai sem colocar no pedido a porção do peixe que é conhecida como uma das mais saborosas do Estado. Acompanhada de cebola, tomate, limão e cerveja gelada, não tem concorrência.
Além da pescadinha, que sai volumosa, atraente e com preço justo – R$ 35,00, a Cabana do Edinho também conta com vários tipos de marca de cerveja, água, água de coco, porções variadas, refrigerantes e sucos.

 

Edinho, além de comerciante, conta que tinha uma profissão paralela, mas que por força de uma outra ação da natureza saiu da figura de pescador para ex-pescador.

 

“Vendi meu barco há 3 anos. No local onde está fincada a minha barraca há o encontro do Rio Itaúnas com o mar (Boca da Barra) e recentemente tudo se fechou em um gigantesco monte de areia e não havia mais como navegar”, explica.

 

Relembrando o passado e atento ao presente, Edinho, entre uma história e outra com os clientes que fez ao longo de duas décadas, segue seu caminho, criando a família e labutando, principalmente servindo mais uma porção de pescadinha que não para de sair. Bom apetite!

 

NO QUE chamam de ‘final da Barra’, o ambiente remete às décadas de 80 e 90.
O FILÉ de pescadinha é o carro-chefe da casa.
O BAR, num estilo bem rústico, oferece conforto e um bom atendimento.
UM LOCAL simples, mas com excelentes ‘comes e bebes’.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.