Temer vai à China para reunião com Brics

O presidente também deve apresentar o pacote de concessões e privatizações a empresários chineses

Objetivo da viagem é atrair compradores para leilões de estatais (Evaristo Sá/AFP).

O presidente Michel Temer embarca na manhã desta terça (29) para a China, onde fará visita de Estado e participará da 9ª cúpula do Brics, grupo formado pelo país asiático mais Brasil, Rússia, Índia e África do Sul.

Na China, que é o principal parceiro comercial do Brasil, Temer vai apresentar o pacote de concessões e privatizações lançado na semana passada pelo governo, que inclui a venda de parte da Eletrobras.

O embaixador brasileiro na China, Marcos Caramuru, identifica o setor elétrico, as rodovias, ferrovias e os portos como as áreas de maior potencial de interesse dos chineses no Brasil.

“Tem ativos na área de infraestrutura que vão interessar aos chineses e fazer com que eles se posicionem para participar dos leilões. A China foi o país que mais investiu em infraestrutura no mundo. Por trás disso, eles têm uma capacidade de financiamento robusta”, disse.

SOURCEVEJA
COMPARTILHE

COMENTE