Servidora do Estado é finalista do Prêmio Espírito Público

A delegada da Polícia Civil e atual subsecretária da pasta de Direitos Humanos do Governo do Espírito Santo, Gracimeri Gaviorno, foi uma das finalistas no Prêmio Espírito Público, que tem como objetivo geral reconhecer e celebrar profissionais públicos com uma trajetória de grandes contribuições para o Brasil. Os 12 servidores finalistas foram contemplados com um intercâmbio de cinco dias em Londres, organizado pelo jornal “The Guardian”, onde puderam conhecer instituições britânicas do serviço público.

Foram 375 servidores inscritos, de todo o País, em quatro categorias: Educação, Meio Ambiente, Segurança Pública e Gente, Gestão & Finanças Públicas. Gracimeri Gaviorno foi uma das finalistas na categoria Segurança Pública e premiada por sua atuação em diversas iniciativas importantes para o Governo do Espírito Santo como: implementação do Disque-Denúncia no Estado; criação do projeto Homem que é Homem; programa Capacitar para Transformar; programa segurança na comunidade e qualificação do diálogo entre polícias e a  comunidade.

 

Prêmio Espírito Público

O Prêmio Espírito Público surgiu do desejo de reconhecer e divulgar as trajetórias de profissionais públicos que realizam grandes contribuições para o Brasil.

Para o diretor-executivo do Instituto República, Eloy Oliveira, organização que realiza a primeira edição do prêmio, em parceria com a Agenda Brasil do Futuro – ambas organizações sem fins lucrativos e apartidárias –, “muitas das pessoas que trabalham no setor público brasileiro já são ou têm o potencial para serem importantes protagonistas na construção de um Brasil melhor, e esta convicção foi confirmada pelas centenas de histórias emocionantes recebidas”, afirmou.

Gracimeri Gaviorno afirmou ser muito gratificante ter o trabalho desenvolvido ao longo de sua trajetória de servidora pública do Estado do Espírito Santo reconhecido. “Mesmo diante de anos de desafios fiscais é muito importante conseguir implementar novos projetos relevantes para a sociedade, e ainda ser reconhecida por isso. Os britânicos já ultrapassaram a fase do ajuste fiscal e têm muito a contribuir com exemplos de gestão, principalmente com ênfase na participação social. Essa experiência foi e será muito proveitosa para o Espírito Santo”, afirmou a subsecretária.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.