Repelente caseiro: uma forma divertida de aprender sobre a prevenção à dengue

Atividade foi realizada por alunos de Araçatiba.

Os alunos do segundo ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Araçatiba, área rural de Viana, tiveram uma aula diferente sobre a dengue e os cuidados necessários para combater ao mosquito Aedes aegypti, causador da doença. Eles preparam uma receita de repelente caseiro e, assim, além do vidrinho com o líquido, também levaram para casa a vontade de replicar para os familiares o que aprenderam. A atividade foi desenvolvida pela professora regente Mirian de Oliveira durante a Semana da Dengue, realizada na última semana.

“Eu quis fazer uma coisa diferente para abordar o tema, algo mais lúdico e que trabalhasse as matérias com eles. Fizemos até com logomarca, uma forma de atrair ainda mais a atenção deles. Com o repelente caseiro, trabalhei o gênero textual do tipo receita na disciplina de Português, dentro da disciplina de Ciências falamos sobre a prevenção e cuidados à doença e incluí na aula de Matemática as medidas utilizadas para a fabricação do repelente”, explicou a professora.

O repelente caseiro é à base de álcool, óleo corporal e cravo da índia e precisa descansar por quatro dias até estar próprio para uso. Segundo a professora, durante esse tempo, os alunos entre 8 e 10 anos ficaram ansiosos. “Eles contavam os dias para ficar pronto e pensaram que o repelente caseiro não funcionaria. Quando ficou pronto, eles viram que deu certo e estão usando mesmo”, conta Mirian.

 

Confira a receita do repelente caseiro que pode ser feito em casa:

-500 ml de álcool

-10 ml de óleo corporal

-10g de cravo da índia

Misture todos os ingredientes em um recipiente. Deixe o cravo no líquido durante quatro dias e agite o recipiente duas vezes ao dia. Após os quatro dias, tire o cravo para começar a usar o repelente. Ele pode ser aplicado de seis em seis horas.

COMPARTILHE

COMENTE