Profissionais da Saúde levam Campanha Nacional contra Hanseníase para escolas

PALESTRAS são feitas dentro das salas de aula.

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Venécia, por meio da gerência de Vigilância em Saúde (SVS), e em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, está promovendo a “Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses”, que tem como público alvo estudantes com faixa etária de 5 a 14 anos, matriculados nas escolas da Rede Municipal de Ensino.

As palestras são feitas dentro das salas de aula. O objetivo é expor sobre os sintomas da doença. A ideia é fazer com que o estudante posse a identificar os sinais da doença com antecedência, prevenindo com o diagnóstico precoce e tratamento imediato.

A Secretaria de Saúde fornece os medicamentos necessários durante para a realização da campanha. “Iniciamos os trabalhos na segunda semana de abril e vamos até o dia 25 deste mês. Estamos realizando essa mobilização para conscientizar o público a fazer o tratamento de verminoses, orientando a população contra a hanseníase. É importante que os pais autorizem a ação para que tenhamos um resultado positivo”, disse o enfermeiro Gabriel da Silva Dias, coordenador da Vigilância em Saúde.

Hanseníase

Para detecção de casos de hanseníase, a estratégia consiste na utilização da ficha de autoimagem que contempla sinais e sintomas sugestivos da doença. A ficha é entregue a cada aluno, a qual é preenchida pelos pais ou responsáveis e posteriormente devolvida à escola. As fichas são triadas pelos profissionais de saúde e os casos com suspeitas de hanseníase, encaminhados para avaliação e início do tratamento, caso confirmado o diagnóstico. Os contatos dos casos diagnosticados também devem ser examinados.

O diagnóstico e o tratamento da hanseníase são ofertados pelo SUS. Por isso, na última campanha publicitária lançada no início do ano, o Ministério da Saúde alerta a população sobre sinais e sintomas da doença com o objetivo de estimular a busca pelos serviços de saúde e mobilizar profissionais de saúde na busca ativa por casos novos.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.