Nova Venécia tem nove pré-candidatos a deputado estadual

Elias de Lemos (Correio9)


Há menos de seis meses da disputa, o tabuleiro das candidaturas a deputado estadual e federal segue indefinido. Este ano vai haver eleição para governadores, deputados federais e estaduais, senadores e presidente. Nova Venécia poderá ter vários representantes na disputa dos deputados. O Correio9 reuniu os principais nomes até agora, dos pré-candidatos à vaga para a Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo. No atual cenário político do município, nove nomes já confirmaram suas pré-candidaturas.

De acordo com a legislação, os partidos políticos devem promover convenções nacionais com seus filiados entre 20 de julho e 05 de agosto para que oficializem as candidaturas. A data final para registro das candidaturas pelos partidos políticos na Justiça Eleitoral é 15 de agosto. No entanto, as movimentações estão intensas.

Os partidos defendem um número menor de candidatos para evitar que o município fique sem um representante na Assembleia.

Dos nove nomes que se apresentaram até o momento, três estão ocupando cargos eletivos: o deputado estadual Padre Honório (PT), os vereadores Antonio Emilio (PPS) e Josiel Santana, o Biel da Farmácia (PV). Um, Risonete Oliveira Macedo (Solidariedade), já foi vereadora entre 2001 e 2004. Outro, do vice-prefeito, Adelson Salvador (PSDB), já foi prefeito, deputado federal e vice-governador do Estado. Quatro, são estreantes: Marco Aurélio (Avante), Clio Venturim (PRB), Nena Santos (PC do B) e Toninho Promoções (PROS).

Ao final, após os arranjos partidários internos e as coligações, nem todos devem permanecer nesta condição, abrindo mão de algumas candidaturas.

Até o momento, a disputa mais acentuada é no grupo aliado ao prefeito Mário Sérgio Lubiana, o Barrigueira, com três pré-candidatos, sendo os vereadores Biel e Antonio Emilio e o vice-prefeito, Adelson Salvador. No entanto, ninguém se mostra propenso a desistir.

O nome do vereador Luciano Márcio (PSB), também foi cogitado, mas ele afirmou, à reportagem do Correio9, que está à disposição do partido, porém não se apresenta como pré-candidato por considerar que já há muitos nomes. Na prática, a definição ficará para depois, quando chegarem às convenções partidárias.

De fato, o que se tem até agora, são rodadas e rodadas de negociações e formações de alianças. Além disso, a maioria concorda que, com nove candidatos todos seriam prejudicados. Outro fator que poderá influenciar na definição das candidaturas será o apoio do prefeito Barrigueira.

Além disso, nesta eleição, as pesquisas eleitorais, em geral, têm previsto um número recorde de abstenções e de votos nulos muito grande. Isto pode fazer cair o coeficiente eleitoral.

Outra disputa que precisa ser levada em conta é em relação aos candidatos de outras cidades, os quais têm votos em Nova Venécia. Neste grupo estão a deputada Raquel Lessa (Solidariedade), Enivaldo dos Anjos (PSD), Gildevan Fernandes (PTB) e Freitas (PSB). Estes são os mais presentes no município. A situação traz embaraço, principalmente, porque existem outros nomes, que, também, garimpam votos em Nova Venécia.

Nesta reportagem, o Correio9 fez a mesma pergunta aos nove pré-candidatos: por que você é pré-candidato a deputado estadual?

Confira a seguir as respostas de cada um:

Adelson Salvador (PSDB).

O exercício da boa política pressupõe premissa de ordem pessoal, caráter. É a partir dele que o homem público estabelecerá suas alianças no cumprimento de seus compromissos com sua comunidade e seus cidadãos. Milito há 38 anos na política capixaba, desde o começo da década de 1980, ainda na tenra idade de 28 anos, e tenho orgulho de olhar e poder falar desta trajetória, sem um desvio de conduta, longe deste turbilhão de denúncias de corrupção que se transformou a política. Serei candidato a deputado estadual porque sei da importância da boa política e tenho experiência e expectativa de poder continuar colaborando ativamente nas iniciativas que ajudem a melhorar a vida de todos nós. Vou exercer o meu mandato, compromissado com os ditames emanados pela sociedade organizada, dando sequência àquilo que sempre defendi e pratiquei. O parlamento é um órgão de debates de ideias e não de executor de políticas públicas. É com este propósito, defender ideias nas esferas das políticas públicas para educação, agricultura, saúde, segurança pública e geração de empregos e renda, que sou pré-candidato.


Josiel Santana, Biel da Farmácia (PV).

Para suprir o vazio de representação política estadual no nosso município, que já dura 15 anos e que necessita de um nome novo sem vícios de politicagem, que tenha ficha limpa, e principalmente que seja honesto. Eu represento um grupo, “União Veneciana”, que trabalha descobrindo potenciais de trabalho, abre caminhos, e constrói projetos políticos para a coletividade.

Não há sentido trabalhar com políticas, principalmente com leis, se não for para transformar a vidas das pessoas para melhor.

 


Risonete Oliveira (Solidariedade).

Uma candidatura não nasce apenas da vontade própria. Precisa ter uma história de vida, apoio de pessoas e classes sociais e estar preparada para debater e buscar formas de contribuir para o fortalecimento da democracia e canalização das demandas sociais para as famílias capixabas.

Sou filha de Nova Venécia, advogada, com experiência em administração pública, tendo atuado no Poder Legislativo como vereadora, e no Poder Executivo na Procuradoria Jurídica e secretária municipal de Educação, e me encontro em condições para me candidatar e representar os interesses da sociedade.

Minha principal bandeira será em defesa dos direitos das mulheres e dos direitos humanos de forma em geral e, também, buscar políticas públicas de inserção das pessoas, em especial as que se encontram em situação de vulnerabilidade, com destaque para a educação, saúde e desenvolvimento sociocultural.


Antonio Emílio (PPS).

Nova Venécia é o 12º maior, dos 78 municípios do Espirito Santo. Está há 15 anos sem representatividade na Assembleia Legislativa, elegendo parlamentares de cidades vizinhas. Com isso esses municípios avançam e nossa cidade fica pra trás, sem força política no cenário estadual, sem alguém pra reivindicar o tamanho e o respeito que o município merece. Enquanto não tivermos essa representação o nosso povo padece, vendo delegacia 24h, maior barragem do estado e leitos de UTI indo para outras cidades. É urgente a necessidade de Nova Venécia ter um deputado daqui.


NENA SANTOS (PC do B)

Há uns seis anos eu era empregada doméstica. Hoje eu sou cabeleireira, e trabalho com vendas diretas – marketing multinível (MMN) – tenho contato com muita gente e ouço histórias todos os dias. Venho de uma família muito humilde, tenho onze irmãos, nasci em uma região de Minas Gerais, onde a miséria é muito grande, então eu sei o que é passar necessidades. Vejo muitos pais perdendo seus filhos para o mundo das drogas, sem saberem o que fazer, falta apoio. Os quem têm o poder nas mãos não fazem nada.

Eu quero mostrar ao povo que somos fortes.

Eu sou pré-candidata hoje, porque vejo que precisamos de mudanças urgentes, e sei que toda mudança começa por nós mesmos, tenho o sonho de ajudar as pessoas, e entendo que esse seria um caminho onde eu teria mais chances de fazer isso, meus sonhos ninguém vai realizar por mim, sei que somos frutos de nossas escolhas. Precisamos de mais mulheres empreendedoras, pessoas que são em primeiro lugar “bons seres humanos” que gostam de gente.


Clio Venturim (PRB).

Desenvolvi o gosto pela política acompanhando a experiência do meu pai, o ex-prefeito Japonês, ele cuidava das pessoas, cuidou do município, trabalhou muito em prol da cidade e do Norte do nosso Estado.

Já estudava colocar meu nome à disposição depois de atuar na Secretaria de Saúde de Nova Venécia e no Hemocentro do Estado, quando pude sentir mais de perto as reais necessidades da população na área da saúde e agora vendo o agravamento dos problemas não só na saúde mas, na segurança pública e em outras áreas que carecem de atenção na nossa região, decidi aceitar esse desafio.

E estou certo de que posso contribuir com minha experiência, minha formação e com energia de sobra para fazer o melhor pela nossa cidade e região e voltar a cuidar do nosso povo.


Padre Honório (PT).

Nós construímos um projeto chamado “Interagir Para Construir”. Neste projeto, nós trabalhamos doze eixos, e através dos eixos nós construímos os “Arranjos Produtivos”. Estes Arranjos Produtivos, hoje, estão em torno de 180. Eles estão bem avançados em alguns lugares, em outros estão tramitando de maneira bem satisfatória e em alguns, estão em um processo embrionário.

Numa avaliação que fizemos com os “Conselhos do Mandato” nos municípios, com as nossas lideranças principalmente na última prestação de contas que fizemos, nós fizemos uma avaliação se era interessante ou não eu lançar o meu nome à reeleição ou se nós escolheríamos outro nome entre as lideranças que acompanham o mandato. Mas todo o “conselho” chegou à conclusão de que seria muito importante que eu me reapresentasse como pré-candidato para continuar e amadurecer um pouco mais este trabalho.

Temos, também o projeto “Escola de Formação Política”, que tem ajudado muito, mas que é um trabalho que está em fase de amadurecimento e de autonomia.

Então, depois destas avaliações, nós decidimos apresentar o meu nome novamente como pré-candidato a deputado estadual.


Toninho Promoções (PROS).

Estou preparado há muitos anos para trabalhar em projetos de saúde, educação, turismo e da área rural. Fui suplente em 2006. Quero ser um deputado do povo. Quero trabalhar contra privilégios, tendo a certeza de que o povo veneciano não vai se decepcionar comigo. Conheço as necessidades das pessoas e das empresas.

Quero trabalhar pelo incremento do turismo em Nova Venécia. Quero andar de cabeça erguida como sempre andei, o povo veneciano não aguenta mais ser usado por deputados de fora. Espero que o povo veneciano dê o troco nessas eleições.

Precisamos trabalhar pela geração de empregos em Nova Venécia, os jovens estão batendo nas portas e estão se frustrando. Isto é falta de incentivo. Quero ser um político que respeite e que seja respeitado por todos.


MARCO AURÉLIO (AVANTE).

Inicialmente quero agradecer e parabenizar o Jornal Correio9 por essa grande iniciativa. Com relação à pergunta, devo afirmar que meu nome está à disposição do nosso partido, o Avante, para a Convenção Estadual. Mas devo dizer também, que estamos conversando com a população para que tenhamos um deputado estadual de Nova Venécia com disposição para encarar os desafios, e me julgo com capacidade para contribuir muito com o nosso município e com o Espírito Santo, principalmente na defesa de políticas públicas, que vão ao encontro do desenvolvimento com foco no equilíbrio social. A juventude vive momentos difíceis com desemprego na porta, falta de condições financeiras para custear uma faculdade e consequentemente sem acesso à cultura e ao lazer. São demandas que não podem ser relegadas ao segundo plano.

Sou de origem humilde e não estou na política por vaidade, mas por ter ideias para contribuir de forma a diminuir a desigualdade social da nossa cidade. Finalizo as minhas palavras, dizendo que sou grato a Nova Venécia, que tão bem me acolheu e por isso estou à disposição para retribuir o carinho e a confiança. Obrigado!

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.