‘Nenhum dos dois tem chance’, diz Alckmin sobre Lula e Bolsonaro

GERALDO ALCKMIN acredita que o momento de aglutinar apoios se dará mais à frente.

 

Pré-candidato do PSDB à Presidência da República, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, declarou nesta terça-feira que os dois líderes das pesquisas eleitorais, o ex-presidente Lula (PT) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), “não têm chances” na disputa pelo Palácio do Planalto. Para Alckmin, as pesquisas refletem o passado e os números tendem a mudar no decorrer da campanha, que começa em agosto.

 

“Eu acho que nenhum dos dois tem chance. Na verdade, esses extremos, é um olhar para trás, é o que se chama de ‘recall’. Você está olhando para trás. Os argumentos da eleição serão colocados ao longo da eleição. A campanha só começa em agosto. [No momento] é mais um olhar para o passado. Acho que vamos ter um resultado bem diferente. Se a gente for verificar as últimas eleições, as decisões foram no finalzinho, a população ouve, compara, avalia, para depois decidir o voto”, disse o tucano em entrevista ao Canal Rural.
Conforme a mais recente pesquisa do Datafolha, divulgada em dezembro, as intenções de voto em Alckmin variam de 6% a 12% em sete cenários. O mesmo levantamento aponta intenções de voto em Lula entre 34% e 37% e, em Bolsonaro, entre 17% e 22%.

 

Sobre as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ao jornal O Estado de S. Paulo, nesta terça-feira, de que o PSDB pode apoiar outro nome ao Planalto caso Geraldo Alckmin não prove ser capaz de unificar o centro, o governador paulista disse que o momento de aglutinar apoios se dará mais à frente.

 

“Em relação à união de vários partidos, você não fará agora no começo do ano. Ninguém vai dizer em janeiro que não tem candidato, isso é mais ao meio do ano. Mas acho que temos boas possibilidades de o centro ter um grande projeto para aquilo que interessa: gerar emprego, renda, oportunidade para as pessoas”, afirmou Alckmin.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.