Gabriel Medina é bicampeão mundial de surfe no Havaí

MEDINA entubou uma onda de 9.57.

 

Gabriel Medina não poderia ter tido um fim de temporada mais feliz. Além do título mundial, sacramentado com uma vitória sobre Jordy Smith na semifinal, o paulista ainda venceu o Pipe Masters, sua antiga obsessão – o único brasileiro a conseguir o feito até então era Adriano de Souza, em 2015. Vice da etapa havaiana em 2014 e 2015, Gabriel faturou o torneio com uma vitória por 18.43 a 16.70 sobre Julian Wilson, seu adversário direto na disputa do título.

 

“Pipe Masters é diferente de tudo. Eu trabalhei muito duro para conseguir isso. Estou muito, mas muito feliz mesmo. Foi uma grande final. O Julian é um competidor muito duro. Na final iria vencer quem fosse o melhor e eu e ele fizemos um “freesurf”. Ele já havia ganho de mim antes aqui, e agora eu ganhei dele. O sentimento é muito bom”, disse Gabriel.

 

A primeira onda da final foi um modesto 3.17 de Julian Wilson, algoz de Medina na decisão de 2014. O camiseta amarela, por sua vez, respondeu ao seu melhor estilo. Aproveitando um tubo de esquerda, ele achou uma onda de 8.43, seguida de um 6.17, que lhe deu a liderança com folga.

 

Sem se entregar, o australiano executou um aéreo espetacular, voltando à disputa com um 7.93. Pouco depois, Wilson passou à frente graças a uma onda de 8.77. Sem perder a confiança, Gabriel foi para a sua melhor onda na bateria, os mesmos 8.77 do australiano. Precisando de 8.43 para virar, Julian ainda viu Gabriel entubar uma onda de 9.57. Não dava mesmo para o número 1 do mundo, que mais uma vez ficou atrás do paulista de Maresias.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here