Flamengo joga muito mal e perde para o Peñarol no Maracanã pela Libertadores

FLAMENGO perdeu a chance de ter o seu melhor início de Libertadores em 15 participações.

 

A noite prometia ser de festa com recorde de público no ano — 66.617 pessoas — e classificação encaminhada. Só que atuações individuais e coletiva muito ruins transformaram o Maracanã num mar de tensão em um jogo mais difícil do que esperado. Contra um Peñarol aguerrido na marcação, um Flamengo sem criatividade e com Gabigol expulso decepcionou. Derrota por 1 a 0, gol de Viatri no fim, que deixou a situação no Grupo D mais difícil.

Agora, o Rubro-Negro, com apenas mais um jogo em casa, perdeu o primeiro lugar para os uruguaios, ambos com seis pontos, e ficou com apenas dois a mais que a LDU.
Com Abel Braga de volta à beira do campo, o Flamengo apresentou um futebol muito pobre na primeira etapa. Abusando de lançamentos longos e sem jogadas trabalhadas, o time não demorou para irritar a torcida. O clima de festa de antes do jogo acabou rapidamente e ficou tenso.

Mesmo com o domínio do jogo, o Flamengo só levou perigo duas vezes, ambas com Gabigol. Na primeira, em lançamento de Diego em que chutou cruzado para fora. Na segunda, a melhor chance rubro-negra, o atacante aproveitou falta batida na área e obrigou o goleiro Dawson a defender em dois tempos.

E a impaciente torcida só não ficou mais irritada porque o Peñarol, que estava satisfeito com o empate, não abriu o placar graças a Diego Alves na única chance que teve. O goleiro salvou à queima-roupa chute de Cannobio em contra-ataque dos uruguaios.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com uma postura mais agressiva e buscou pressionar desde o início. O problema é que continuou muito nervoso e a torcida não ajudou reclamando a cada erro. Tudo poderia ter mudado quando Gabigol, impedido, teve um gol anulado aos 10 minutos.

Os rubro-negros se empolgaram e passaram a empurrar a equipe, mas os comandados de Abel seguiram errando muito e o clima voltou a ficar pesado. O Peñarol quase aproveitou com Cannobio, parando mais uma vez em Diego Alves.

Para piorar, Gabigol ainda foi expulso por entrada dura em Rojo, aos 29. Com um a menos, o Flamengo até lutou, mas acabou punido no fim. Aos 42, Viatri subiu mais que a zaga e cabeceou para marcar o gol da vitória do Peñarol em pleno Maracanã.

Vaias no fim e, para completar, o Flamengo ainda perdeu a chance de ter o seu melhor início de Libertadores em 15 participações.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here