Editorial: Jornal Correio9 chega a 1.000 edições

O Correio9 é um jornal em constante inovação. Desde que foi fundado em janeiro de 2005, o Correio9 vem mantendo sempre este compromisso, buscando se adaptar às mudanças que têm transformado a forma como o jornalismo é feito. A ‘Redação’ é muito importante neste processo, mas não é a única responsável por ele. A construção e o desenvolvimento do jornal são resultados de um esforço conjunto de toda a equipe que administra e edita o jornal.

 

Esta é a edição de nº 1.000. Foram onze anos com periodicidade mais dilatada, até se tornar diário, há pouco mais de três anos. Nestas 1.000 edições, o Correio9 narrou milhares de fatos, contou milhares de histórias, fez denúncias e apelos.

 

Fazer jornalismo implica inestimável responsabilidade pública e profissional para cada jornalista que trabalha no Correio9. Qualquer retrocesso significa perder a primazia. Todo o esforço deve estar voltado para ampliar a vantagem na narrativa do que será publicado.

 

A preocupação mais profunda e permanente do Correio9 neste momento é a informação exclusiva e bem narrada. Mas informação exclusiva não vale quase nada se não for comprovada e exata. Ademais, perde muito da sua força quando mal escrita ou mal editada.

 

A expectativa do leitor é de que o jornal se diferencie pela excelência do produto, o que exige perfeccionismo em todas as fases do trabalho.

 

O Projeto Editorial está incorporado aos hábitos do trabalho jornalístico exercido pelos profissionais da Redação. É a primeira vez que o Correio9 formaliza um projeto editorial que deve vigorar a partir de janeiro de 2019. Ele é o ‘manual da redação’. Nele estão contidos os princípios do jornal, sua missão, seus objetivos e metas. O Projeto contempla todas as situações, e os propósitos de cada editoria.

 

A tecnologia da informação fez desaparecer a distância funcional entre reportagem e edição, entre o jornal e o leitor. Isto impõe desafios constantes ao trabalho jornalístico.
A Redação precisa contar com mecanismos que permitem conhecer melhor a qualidade do produto jornalístico, suas virtudes e suas fraquezas. Para isso, o Correio9 aumentou a prática da previsão e do planejamento jornalístico. A equipe está em constante desenvolvimento, a fim de melhorar, sempre, a capacidade técnica das frentes de trabalho e a especialização dos profissionais.

 

O site do jornal (correio9.com.br) trouxe avanços na rede noticiosa do jornal fora da sede – em Nova Venécia – no rumo de uma cobertura cada vez mais profissional e menos circunscrita ao Estado do Espírito Santo.

 

O Projeto Editorial está pronto e será implantado, ainda, neste mês de janeiro de 2019. Com ele, ocorrerá uma reorganização substancial do funcionamento administrativo da Redação e das decisões editoriais vinculadas a esse funcionamento. É importante, agora, assegurar que esse desenvolvimento obtido no aspecto organizacional da Redação se traduza em realização para buscar o trabalho jornalístico de maior qualidade.

 

O Correio9 chega a 1.000 edições consciente de sua responsabilidade e dos desafios que tem a frente. No entanto, não se cogita abandonar o percurso já realizado, nem de transigir com os objetivos de organizar mais e melhor as condições a partir das quais é produzido o material jornalístico.

 

Nem, tampouco, cogita menosprezar a importância primordial da racionalidade e do planejamento do jornalismo que faz.

 

O Correio9 tem muito a agradecer. Primeiramente, aquele que é o motivo da existência do jornal: os leitores. Têm, também, aqueles que colaboram, cotidianamente com o trabalho da equipe, informando, atendendo, contribuindo, não apenas para o ‘furo’ de reportagem, mas, também, com precisão daquilo que será publicado. Mas têm também, a parceria com assessorias institucionais, sem as quais, o trabalho jornalístico não seria o mesmo. Existem parceiros, constantes, na realização de eventos, os anunciantes, também.

 

Mil vezes o Correio9 chegou às suas mãos. Mil vezes ele se encontrou com você. Mil vezes ele lhe informou.

 

O trabalho do Correio9 permanece a cada dia ciente de que “notícia” é o que alguém quer suprimida. Tudo o mais é publicidade. O poder é definir a agenda e o tratamento dos fatos. O que o Correio9 imprime e o que ele não imprime é muito importante para todos nós que fazemos o jornal chegar, diariamente, a você.

 

Obrigado, leitor! Continue contando conosco, pois, sabemos que o futuro da comunicação é logo ali.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here