Coluna exclusiva do Jornal Correio9 – Rugido (25/11/2017)

POR BILLY BALDO – billybaldo@correio9.com.br

 

A Gata do Rugido desta semana atende pelo nome de Thassila Marques. A bela morena é de Nova Venécia, tem 20 anos e estuda Psicologia. Ela gosta muito de ler, praticar esportes, viajar e curtir momentos com a família.

 

Que Coisa!
No dia 15 de setembro deste ano o Correio9 publicou um caderno especial comparando a gestão pública dos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Trouxemos informações que revelavam a triste situação financeira pela qual atravessa o Rio, com incapacidade de investimentos, situação caótica na saúde e na segurança pública e com contas atrasadas do funcionalismo público, que até hoje não recebeu o 13º de 2016.

 

Aqui
Por outro lado, jogamos luz ao modelo de ajuste fiscal implantado no Espírito Santo pelo governador Hartung, que conseguiu equilibrar suas receitas e despesas e mantêm todas as contas em dia, quer seja de fornecedores e servidores estaduais.

 

O Erro
Não é preciso ser muito inteligente para perceber que a calamidade fluminense é culpa direta de seus governantes. Os noticiários estão aí todos os dias para mostrar. O poder dos últimos 20 anos do Rio de Janeiro está atrás das grades. Três ex-governadores estão presos (Sérgio Cabral, Anthony Garotinho e Rosinha Matheus? Outrora parceiros na política, agora estão juntos, novamente, no presídio de Benfica. Além deles, o todo-poderoso Jorge Picciani também está lá. Ele foi presidente da Assembleia por seis vezes.

 

Quebrado
Neste mesmo período, em que mais de R$ 138 bilhões deixaram de ser arrecadados somente em incentivos fiscais às empresas no Estado vizinho. Juntando-se à corrupção das obras do Maracanã e da realização das Olimpíadas e Copa do Mundo, o Rio faliu e recentemente buscou ajuda do Governo Federal para pagar salários atrasados de seus servidores e colocou à venda até a Cedae (companhia de tratamento de água e esgoto). A coisa tá preta!

 

Mais
A ingerência por lá atinge diversos outros setores, como contratos superfaturados na área de Saúde e a falta de controle sobre o tráfico de drogas, que domina dezenas de favelas e cria um ‘estado paralelo’, onde as leis pertencem ao crime organizado.

 

Absurdo
Um outro exemplo gritante do absurdo caminho que esvai o dinheiro público está na construção do Metrô da Linha 4. Inicialmente, orçado em R$ 300 milhões, saltou para R$ 700 milhões, depois já estava em R$ 3,5 bilhões; foi para R$ 7 bi e na sua conclusão saiu por quase R$ 10 bi. Parece brincadeira, mas não é! Inacreditável toda essa situação.

 

Abençoado
Voltando para a nossa terrinha, enquanto tudo acontecia de ruim no Rio de Janeiro, o Espírito Santo, neste mesmo tempo, foi agraciado com gestões comprometidas com o desenvolvimento, de responsabilidade com o erário. Então, o resultado certamente não poderia ser diferente.

 

Novidade
Nos últimos treze anos eu já cobrei aqui nesta coluna 3348875664 vezes para que a Prefeitura de Nova Venécia reconstruísse a roda d’água de madeira que ficava situada ao lado do coreto do Casarão, na cachoeira grande, no Centro da cidade. E hoje eu vi que o ditado ‘água mole em pedra dura tanto bate até que fura’ faz sentido… a roda d’água será finalmente construída.

 

Garantia
Quem garantiu isso para a coluna foi o secretário de Planejamento de Nova Venécia, Edson Marquiori, que já está resolvendo o caso junto a alguns profissionais que entendem do assunto. A antiga roda d’água que existia ali foi destruída devido a ação corrosiva do tempo e sucumbiu de vez depois de uma enchente. O lugar sempre foi um cartão-postal da cidade durante décadas e agora seremos contemplados novamente com a obra.

 

Ministros
Por falar em Edson Marquiori, ele, juntamente com o também secretário de Desenvolvimento Econômico, Rômulo Baía, são os braços direito e esquerdo do prefeito Lubiana Barrigueira. Todos os ‘pepinos’ da administração pública são resolvidos por ambos, que contam com total aval e confiança do chefe do Executivo. Diplomacia, diálogo e importantes tomadas de decisões passam por Marquiori e Baía, que buscam resolver quaisquer problemas com celeridade e competência.

 

Grupo
Bem antes da primeira eleição de Barrigueira para a Prefeitura de Nova Venécia, em 2008, a dupla buscava um nome para contrapor aos caciques da política veneciana que sempre comandaram o município, grupos liderados pelos ex-prefeitos Walter De Prá e Wilson Japonês. Nascia então uma terceira via naquela ocasião, com um nome novo para entrar na disputa pelo Executivo. A ideia foi unir empresários, entidades e pessoas que até então estavam fora da política para a apresentação de um projeto novo para o município. E então apareceu o nome de Barrigueira para disputar as eleições daquele ano.

 

Disputa
Em 2008 Barrigueira ficou em terceiro lugar, ele obteve 2.310 votos. Japonês venceu o pleito com a carta branca de 11.854 eleitores. E De Prá, que buscava a reeleição, ficou em segundo com uma votação de 9.407.

 

Começo
Ali foi plantada a primeira semente, e nas eleições de 2012 e 2016, Lubiana Barrigueira e seu grupo venceram, mostraram força política e um novo modelo de governar.

 

Futuro
Ainda é muito cedo para especulações a respeito da sucessão municipal, porém, nos bastidores políticos desta província veneciana os nomes de Edson Marquiori, Rômulo Baía e do presidente da Câmara, Antonio Emílio [que também faz parte do grupo] são cogitados para uma propensa disputa a prefeito em 2020, haja vista que Barrigueira já foi reeleito e não poderá mais ser candidato. O intuito é manter a hegemonia, com união.

 

Faça Você Mesmo
Esta semana um bote que estava ancorado no Rio Cricaré foi roubado em Nova Venécia. A proprietária chamou a polícia, que chegou duas horas e quarenta minutos depois, questionando pelo gatuno. Ao responder que ele havia fugido, ela ouviu do policial: “Algum de vocês deveria ter ido atrás dele”. Só se fosse nadando, senhor policial…

 

Carácoles
Ao falar, na coluna da última semana, da “cisão”, do “governo paralelo” e dos “dois feudos” que caracterizam o ambiente político veneciano, esta coluna mexeu em casa de marimbondo. Como deu o que falar! Uns telefonaram à redação. Outros partiram com tudo para o duelo nas redes sociais. O certo é que faltou carapuça para tanta gente.

 

Lula e Naro
O figurino dos presidenciáveis Lula e Bolsonaro tem chamado a atenção desta coluna. Lula tem aparecido vestindo camisetas da marca Adidas, enquanto Bolsonaro veste Nike. Aparentemente a briga dos dois não está somente no campo político, mas a rivalidade se estende ao segmento da moda. A marca Adidas (alemã) e a Nike (americana) partiram para a briga política também?

 

Está Explicado
Foi preso na noite desta quarta-feira (22) um dos bandidos que participaram do assalto ao ônibus da Viação Alvorada, que terminou com dois passageiros mortos, em Guarapari. Sirley de Jesus Nascimento declarou à imprensa que assaltou “porque precisava”. E você, está precisando de alguma coisa?

 

Aliás,
Sirley já foi preso por homicídio, em 2005, por roubo, em 2008, por roubo a coletivo, em 2012. Tudo somado, totaliza 2,6 anos de prisão. Agora foi preso pelo trágico assalto em Guarapari, que resultou na morte de duas pessoas. Logo, logo, ele estará de volta pronto para continuar a formação do seu currículo. Afinal, ele tem a Justiça como parceira.

 

Profissão
Desabafando, após o assalto em Guarapari, o comandante do policiamento ostensivo na Grande Vitória, coronel Alexandre Ramalho, afirmou em entrevista à Rádio CBN que ser criminoso no Brasil virou profissão. Ele descobriu agora, o que os venecianos já sabem há muito tempo. Daqui a pouco vai faltar “cliente” pois, a oferta destes profissionais não para de crescer.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.