Caso Marciane Pereira dos Santos: Paciente recebe alta hospitalar após 152 dias internada

 

A história da diarista Marciane Pereira dos Santos, de 36 anos, comoveu os capixabas. No dia 9 de setembro de 2018, Marciane foi trazida ao Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, após o ex-marido, cadeirante, atear fogo em seu corpo na frente dos filhos. A mulher sofreu queimaduras de 2º e 3º graus em face, pescoço, tronco e membros perfazendo um total, segundo os médicos, de 40,5% de superfície corporal queimada.

Internada no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Dr. Jayme, referência em queimaduras para todo o Espírito Santo, Marciane permaneceu sob cuidados intensivos por mais de 50 dias. Para a equipe da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, a diarista foi um dos casos mais graves já atendidos.

“Diante do quadro tão complexo já sabíamos que seria uma longa batalha com prolongado tempo de internação, dificuldades físicas e psicológicas, além de possíveis complicações inerentes à gravidade das queimaduras, mas a paciente, com apoio de toda equipe, superou nossas expectativas com postura extremamente positiva, o que resultou no sucesso terapêutico”, completou o médico da UTI do CTQ, Thiago Zon.

Durante o tempo de internação, de quase cinco meses, a paciente passou por 18 procedimentos cirúrgicos e foi acompanhada por diversas especialidades médicas: Terapia Intensiva, Oftalmologia, Cirurgia Torácica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Cardiologia, Ortopedia e Traumatologia, Infectologia, Nutrologia e Cirurgia Plástica. Além das equipes de enfermagem, fonoaudiologia, psicologia e terapia ocupacional que trabalharam exaustivamente para a recuperação de Marciane.

Para a psicóloga do Hospital Dr. Jayme, Elizabelle Corradi, o momento mais emocionante foi quando a paciente recebeu a visita da filha, Emanuela, de 6 anos. “A Marciane queria muito rever a filha, e a criança também desejava esse encontro. Entretanto, tínhamos um trabalho árduo até que essa visita fosse realizada. A nossa preocupação era com a reação emocional da Emanuela, por isso, desde o início da internação foi orientado à família sobre a necessidade do acompanhamento psicológico dos filhos. Intensificou-se os atendimentos algumas semanas antes da visita e, no dia, a emoção tomou conta da família e de toda a equipe. O reencontro desencadeou a expressão de muitos sentimentos de Marciane e de sua filha. Tanto a paciente quanto a família e, principalmente, os filhos, anseiam pela alta hospitalar e o retorno para a casa”, completou a psicóloga Elizabelle Corradi.

No CTQ, setor em que Marciane passou a maior parte do tempo, a equipe médica falou sobre as vitórias conquistadas, e o diretor técnico da unidade ressaltou o empenho dos profissionais.  “A Marciane é uma guerreira. O tratamento médico depende muito da colaboração dos pacientes e ela não desistiu em nenhum momento, se mostrou forte e empenhada na sua recuperação. A alta hospitalar é mais um passo para a reconstrução da sua vida”, garantiu o diretor técnico do Hospital Dr. Jayme, Eric Teixeira Gaigher.

Para a paciente, o atendimento recebido e o apoio de familiares e da equipe foi fundamental para sua recuperação. “Eu agradeço por ter vindo para o Jayme. Todos aqui me acolheram e eu vi o esforço de cada um para que eu conseguisse viver. Estou indo embora, vou para minha casa, mas deixo minha eterna gratidão”, agradeceu Marciane Pereira dos Santos.

COMENTE

Please enter your comment!
Please enter your name here